Líder em Soluções
de Infraestrutura Digital
A green4T é uma empresa comprometida em dar suporte a um mundo mais seguro, conectado e sustentável, por meio de tecnologias inovadoras que apoiam a transformação digital das nações, cidades e empresas.
Nossos números
mais de
950
Data centers
implementados no Brasil
e em 12 países da América Látina
mais de
400
IoCs implementados no Brasil
e em 12 países da
América Latina
mais de
22 milhões
de horas de Serviços
Continuados com
99,999% (Tier IV) de
disponibilidade
mais de
700
Colaboradores dedicados
á operação de
ambientes de TI
mais de
R$ 3 bilhões
de projetos
entregue nos
últimos 7 anos
Nossas Soluções
Infraestrutura de TI
On & Off Premise
IoT & IoC
Solutions
Green Efficiency & IT
Perfomance Services
Serviços
Especializados
Serviços
Continuados
Available. Efficient. Sustainable.
Até 2025, o mundo produzirá estimadamente 175 zettabytes de dados, os quais precisarão do suporte de uma completa infraestrutura de TI. Com os parâmetros atuais de crescimento ,o consumo energético da infraestrutura digital será o responsável por 1/5 do uso global de energia.
A green4T acredita e promove a mudança de paradigmas, atrelando os conceitos de sustentabilidade e eficiência. Por isso, a empresa criará soluções de infraestrutura de baixa impacto energético, com PUE máximo de 1,5, para que, nos próximos 10 anos, a iniciativa possa reduzir 60% da energia consumida por todos os data centers na América Latina. A energia poupada neste processo poderá causar impacto de 67 TWh - energia suficiente para iluminar 3 milhões de residências.
Notícias
Sala Cofre
Dúvidas frequentes sobre a continuidade da certificação da sala cofre da sua empresa (parte 2)
Minha empresa realmente precisa da certificação da sala-cofre? Os testes exigidos para a certificação garantem o pleno atendimento a todas as especificações, comprovando o mais elevado nível de proteção, estanqueidade e assim, justificando o investimento de uma sala-cofre. Podemos exemplificar a importância da certificação com uma simples pergunta: Você pularia de um avião com um paraquedas não certificado? Se sua resposta for não, obviamente entendeu a importância da solução certificada. Afinal, quais as diferenças básicas entre sala-cofre certificada e sala segura? Considerando que a infraestrutura e seus subsistemas empregados na construção de uma sala-cofre podem ser os mesmos de uma sala segura, e assumindo que ambas soluções possuem a mesma área, quantidade de racks, potência elétrica instalada (geradores, UPSs, painéis, cabos), sistema de ar condicionado, cabeamento estruturado e automação (CFTV, controle de acesso, sistema de detecção precoce/combate ao incêndio), basicamente as diferenças se concentram nas características construtivas de cada solução. Diferente da sala segura, a célula sala-cofre certificada segue todos os pré-requisitos impostos pelas normas e procedimentos de ensaio, inclusive com testes simulando uma situação real de incêndio. Contudo, a célula sala segura pode ser construída utilizando painéis corta-fogo, paredes de alvenaria, dry wall corta-fogo, steel frame, divisória, vidro, entre outros, já que não há normas e certificações específicas para este tipo de solução para data center. Existem normas da ABNT para proteção corta-fogo, tais como a NBR 10.636 (ensaios em paredes e divisórias) que, muitas vezes, são exigidas para instalações de salas seguras. Porém, tais normas não simulam os testes em uma situação real de incêndio no data center, o que não garante os limites de temperatura e umidade internos, as proteções contra vazamentos e jato de água, fumaça, gases corrosivos ou queda de escombros, por exemplo. Portanto, a opção por uma solução certificada, sempre garante a contratação do provedor que melhor cumpre e garante todas as exigências técnicas, inclusive permitindo a equalização justa entre os proponentes e facilitando a contratação da melhor solução pelo menor investimento.
LEIA MAIS >
Sala Cofre
Sala-cofre certificada: as normas que regulamentam sua instalação e manutenção, e os testes aos quais é submetida
Fogo, fumaça, temperatura, gases corrosivos, impactos simulando a queda de escombros, e água provenientes do combate a incêndio, além dos demais riscos inerentes ao local tais como: acesso indevido, roubo, sabotagem, explosão, arma de fogo, água proveniente de vazamentos de tubulações ou de andares superiores, poeira e eletromagnetismo são riscos físicos derivados de um incêndio e que podem afetar os data centers caso eles não contem com a solução chamada sala-cofre. Tais condições são determinadas na norma NBR 11.515 e ISO 17000, que classificam e orientam sobre quais riscos devem ser considerados e também sobre os limites de emergência que garantam a proteção dos equipamentos de TI e suas informações.
LEIA MAIS >
Sala Cofre
Manutenção especializada de sala cofre: conheça as ameaças físicas e os riscos operacionais
Nessas aplicações, para proteger os dados e os equipamentos de tecnologia da informação contra as ameaças físicas (tais como água, poeira, umidade, fogo, gases corrosivos, fumaça, roubo, impacto, explosão, magnetismo e sabotagem), recomenda-se e é usual aderir à sala-cofre certificada, que oferece um ambiente totalmente estanque e seguro. No Brasil a sala-cofre é certificada pela ABNT, conforme a norma NBR 15.247, acreditada pelo Inmetro e que garante um ambiente de alta confiabilidade e disponibilidade. É importante salientar que a NBR 11.515 define os limites de emergência dos equipamentos de tecnologia da informação – instalados no ambiente do data center – relacionados a temperatura e umidade, o que significa os limites máximos toleráveis sem que haja riscos à integridade dos equipamentos. Portanto, as empresas optam pela sala-cofre certificada a fim de garantir o nível mais elevado de proteção contra ameaças físicas. Além de, por meio disso, atender aos pré-requisitos da NBR 11.515 e garantir benefícios da modularidade, ampliação sob demanda de racks sem necessidade de interrupção da operação, reaproveitamento da solução e facilidades na transferência ou mudança de local. Para garantir o alto nível de resiliência da sala-cofre certificada, e de seus subsistemas, além de preservar o investimento inicial, é necessário que a manutenção seja executada por uma empresa especializada, credenciada e capacitada pelo fabricante, conforme previsto no procedimento de ensaio PE 047.7 – item 7.5, referente à NBR 15.247 e definidos pela ABNT. Por se tratar de uma solução totalmente integrada, a manutenção da sala-cofre certificada e de seus subsistemas (elétrica, ar condicionado e conectividade), deve ser realizada por uma única empresa especializada, minimizando riscos para a operação contínua e ininterrupta, inclusive que garanta o fornecimento das peças de reposições genuínas dos fabricantes.
LEIA MAIS >
Sala Cofre
Dúvidas frequentes sobre a continuidade da certificação da sala-cofre da sua empresa (parte 1)
A pergunta que as empresas se fazem é: quando devo optar por uma sala-cofre certificada? Esses equipamentos necessitam de uma infraestrutura que ofereça proteção aos servidores, evitando que sejam danificados e as informações perdidas. Quando se trata de um ambiente crítico em local compartilhado, como um edifício multidisciplinar, onde pessoas, outras empresas e departamentos utilizam o mesmo espaço, a probabilidade de acessos indevidos e a ocorrência de outros fatores de risco, que geram ameaças físicas ao data center, aumentam significativamente.
LEIA MAIS >
Cidades Inteligentes
A green4T faz seu primeiro investimento de venture capital na Scipopulis
No dia 5 de agosto, a green4T realizou seu primeiro investimento de capital de risco (corporate venture capital) na Scipopulis, uma empresa de inovação reconhecida por sua experiência na análise de dados complexos para cidades inteligentes e soluções de mobilidade urbana. Na transação, a Scipopulis foi avaliada em aproximadamente R$11,5 milhões.
LEIA MAIS >
Eficiência energética
Como obter eficiência energética em seu data center
Sabia que um único Data Center pode consumir uma quantidade de energia equivalente a milhares de residências? Por isso, a eficiência energética é um fator de extrema relevância, especialmente se a infraestrutura do Data Center estiver localizada em um país como o Brasil, onde o custo da energia elétrica é altíssimo: a tarifa industrial é a 14ª mais cara e a 7ª com maior carga tributária do mundo, segundo o estudo comparativo de tarifas de energia elétrica realizado pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (ABRADEE) em 28 países. Como as empresas estão sempre em busca de redução de custos e ganho de competitividade - o que se intensifica durante os períodos de instabilidade econômica - fica fácil entender a importância de se obter o melhor desempenho de um Data Center com o menor gasto de energia possível. Cada watt economizado conta!
LEIA MAIS >
VEJA AS NEWS >
Política de Privacidade
Termo de utilização
Política de Cookie
Mapa do site
© 2019 Aceco TI. All rights reserved